traduteur tradutor translatorA tradução automática já apareceu há vários anos e permite aos utilizadores da internet traduzir instantaneamente qualquer página nas línguas que deseja. Esta tecnologia é bastante útil para entender o assunto geral de uma página, mas porque assistimos simultaneamente a um forte crescimento do número de tradutores e intérpretes de conferência profissionais?

Se já experimentou este serviço para entender o assunto de uma página, de um relatório ou somente para dizer algo engraçado em língua estrangeira, então, com certeza que já se apercebeu que os resultados variam muito. Com certos textos, os resultados são quase razoáveis mas com outros, é euforia garantida! Estes resultados dependem de vários factores como a combinação linguística, a complexidade do texto e sobretudo do grau de abstracção.

Uma tradução em português de um texto em espanhol tem em geral mais qualidade do que a tradução de um texto em alemão. E isto, por razões sobretudo de ordem sintáctica e semântica. Um texto simples com uma estrutura bem organizada permite uma tradução quase razoável e será possível entender o sentido geral enquanto que um texto com uma estrutura mais complexa apresenta bem mais dificuldades à tradução automática.

No entanto, o problema principal dos programas de tradução automática consiste no facto de eles não perceberem o abstracto .Na realidade, não percebem nada e somente traduzem as palavras separadamente de uma língua para a outra. Durante os meus estudos, tive a oportunidade de estudar um pouco de linguística e apercebi-me que é possível esquematizar um discurso e até estabelecer regras de redacção automática graças à análise de discurso humano. No entanto, não é possível (pelo menos por enquanto) uma máquina entender o sentido e a ideia de um texto.

Assim, se escrever «Thomas a fait de l'anglais à l'école », a tradução automática dá-me o seguinte resultado em português «Thomas fez de inglês para a escola». Aqui podemos imaginar o Tomás na escola vestido com o chapéu redondo típico do início do século XX em Inglaterra, mas será que era esse o significado da frase em francês? O programa de tradução automática não entendeu a ideia, embora simples, que o Tomás tinha estudado inglês na escola. A tradução e a interpretação exigem a compreensão total do texto, das suas intenções e das suas ideias, e por isso, enquanto que as máquinas não forem capazes de pensar, a tradução automática de qualidade não será possível.

Os tradutores e os intérpretes ainda têm muito tempo pela frente!